Campanha Emergencial do COVID-19

                         Cristãos isolados por causa da pandemia precisam de ajuda


O coronavírus tem trazido um grande impacto em nossas vidas, imagina para aqueles que já enfrentam tantas restrições por causa da decisão de seguir a Jesus? Se você tem condições de ajudar, contribua com as ações emergenciais em socorro a nossos irmãos e irmãs que estão vivendo sob dupla vulnerabilidade: perseguição por causa de Jesus e o coronavírus. Sua doação permite que cristãos perseguidos isolados por causa da COVID-19 recebam socorro emergencial, como alimentos.


Como os cristãos estão sendo afetados?

Em alguns países da Ásia, vários cristãos perseguidos perderam a fonte de renda por causa do isolamento social e estão enfrentando diversas necessidades, como a falta de alimentos. Pastores que não recebem renda, trabalhadores autônomos que não têm sido contratados, professores cujas escolas foram fechadas. Esses são alguns exemplos de diversas situações que eles têm enfrentado.

O fundador da Portas Abertas, Irmão André, começou o ministério visitando e dando Bíblias a cristãos perseguidos no Leste Europeu. Mais tarde, já trabalhávamos com treinamento, mas logo descobrimos que dar Bíblias e treinamento só é útil quando as necessidades mais básicas são atendidas.

 

Conheça pedidos de socorro

Tara (pseudônimo) e o marido servem ao Senhor em uma área pobre da Índia e também estão enfrentando dificuldade. "Não temos o suficiente para alimentar nossos filhos. Não posso vê-los morrer de fome e não podemos ir à casa de nossos pais. Por favor, façam algo para apoiar o corpo de Cristo.”

Paras, trabalha em uma igreja na Índia, ele recebe muitas ligações dos membros, que recebem o pagamento diariamente. “Nesta situação, quando o país está confinado, eles nos ligam e pedem ajuda. Conseguimos ajudá-los espiritualmente, enviando mensagens e a palavra de Deus através das mídias sociais, mas não conseguimos satisfazer as necessidades básicas, como comida.”

 

Ao doar para qualquer projeto você se torna um parceiro e recebe de presente a assinatura da Revista Portas Abertas, com validade de um ano. (Sabemos que a pandemia da COVID-19 afetou muitos parceiros e, por essa razão, estamos estendendo o período de recebimento da Revista Portas Abertas de 12 meses para 15 meses após a última doação, a partir de abril de 2020).

Fonte:https://www.portasabertas.org.br/